Eu quero ser criativo, mas como?

Internet, programas e séries de TV, mídias impressas e vários outros meios de comunicação e consumo atuais têm uma influência muito grande na maneira com que encaramos o mundo, seja formando opiniões, moldando notícias ou na própria linguagem utilizada.

E, por conta disso, profissionais e empresas ligadas à essa produção de conteúdo muitas vezes são vistas como “magos”, como se a criatividade fosse algo extremamente natural e que acontece sem esforços. Claro que algumas pessoas possuem certa facilidade para áreas ligadas à criação, assim como na Nov3, onde dizemos que a criatividade está no sangue. Mas não é só isso.

Se analisarmos algumas referências de sucesso e desenvolvimento, é possível ver que na maioria deles há algum fator de incentivo à mudança. Animais que evoluem para se adaptar, culturas que são consideradas mais desenvolvidas porque tiveram que buscar meios distintos de sobrevivência, entre outros exemplos em que a necessidade de se estabilizar gerou uma série de transformações que hoje são garantias da qualidade e destaque entre os demais.

Da mesma forma, o pensamento criativo precisa de incentivo para se manter atual e ativo. Não podemos nos contentar com a simples facilidade de criar, quanto mais incentivo, estudo e boas referências tivermos, melhor será nosso repertório.

Com a preparação certa, a criatividade não só flui mais facilmente, mas também é exercida de modo mais eficaz, produzindo resultados que atinjam diretamente nas metas e objetivos traçados.

Como funciona o Marketing Digital?

O estereótipo de marketing digital está repleto de características como inovação, criatividade e tecnologia. Claro que esses conceitos, quando aplicados da forma correta, geram resultados positivos, mas não são os únicos responsáveis pelo sucesso e eficácia das ações.

Primeiro precisamos entender o que é o marketing digital realmente. Em um mundo em que as interações online tomaram quase todo o espaço das relações interpessoais, é totalmente compreensível que a visibilidade seja maior no mundo virtual. Mas onde investir? Como se posicionar? A criatividade e a inovação talvez não sejam as melhores maneiras de se abordar esse novo mercado.

É claro que é preciso se manter atualizado e com atrativos diferenciados, mas o principal mandamento aqui é “empreender”. O sucesso do marketing digital está em entender onde seu público está, o que precisa e como alcançá-lo.

Ideias mirabolantes e muitas vezes surreais são bem vindas sim, mas no momento certo. Para suprir a necessidade do mercado e se posicionar de forma inteligente, a análise crítica do que anda acontecendo nesse mundo virtual deve ser constante.

Se o que você precisa é de uma empresa que entenda muito bem do assunto, entre em contato com a Nov3 agora mesmo: 43 3029-0193.

Até Onde vai a Experiência do Usuário?

Ultimamente muito tem se falado sobre o design focado em “User Experience”, também conhecido como UX Design. Quando falamos em UX, pensamos diretamente em interface e como será a experiência do usuário ao se deparar com um novo produto, novo site ou aplicativo.  A ideia de um design que se preocupa e conversa diretamente com o usuário e a utilização de seus produtos parece fantástica. Mas o que é design se não um serviço prestado com foco no usuário? Não existe design que não tenha uma influência de user experience, afinal, todo projeto bem feito deve abranger as particularidades de seu público-alvo.

Mas então o que seria a experiência do usuário? A compreensão e uso correto de um produto são pontos essenciais para sua funcionalidade, não deveriam contar como experiência.

A experiência que um usuário deve ter com um produto deve ir além de uma boa compreensão de suas funções e execução de tarefas sem erros. A experiência está muito mais ligada com os valores passados do que com a estética em si. Um aplicativo ou site pode ser extremamente intuitivo e fácil de utilizar, o que pode ser ligado a uma boa experiência, mas a experiência real vai além disso.

Os valores passados, os conceitos, o nível de imersão e proximidade com o usuário contam muito mais na experiência do que uma interface intuitiva. Claro que o ideal é que esses dois pontos caminhem juntos para que seja criada uma experiência harmoniosa e satisfatória, mas a imagem e as ideias passadas pelo produto atingem o usuário de forma muito mais intensa do que um sistema intuitivo e fácil de utilizar.

Incríveis manipulações de um designer russo que vão te impressionar

Fotografar é uma arte. Captar o momento certo exige muita técnica e também sensibilidade para o profissional capturar a cena perfeita. Porém, nem sempre é possível estar no melhor lugar, no melhor momento e com um fotógrafo excelente à disposição. Então, o jeito é ‘improvisar’. Conheça as incríveis manipulações de um designer russo que vão te impressionar

Ele foi capaz de recriar cenas fazendo a união de duas imagens diferentes usando apenas o Photoshop. O resultado é incrível! Confira as imagens:

 

Se você quiser conhecer mais desse trabalho, acesse o canal dele no Youtube clicando aqui.

De onde vem a inspiração para escrever, afinal de contas?

O que é a inspiração? É um estímulo e uma influência que aciona a chave da criatividade dentro de cada um. Ela é o começo de tudo! Porém, não podemos ser reféns dela a todo momento. A inspiração é algo raro e, assim sendo, às vezes vem e às vezes não vem.

Esperar por uma inspiração é um erro grave. Porém, caso ela apareça, assim sem avisar, não exite em aproveitá-la. Ter que aguardar um sinal dos céus é pura falta de confiança em si mesmo. E escrever, além de inspiração, é uma coisa de hábito e saber sentir.

Não existe segredo para que aquele texto lindo saia sem precisarmos esperar um sopro de Deus. Uma boa dose de leitura diária é o melhor alimento para as mãos sedentas por escrita! Não há outra forma de criar! Leitura, leitura e leitura!

Outra dica de ouro é estar sempre atento às formas. Cada palavrinha tem um desenho tão lindo. Cada uma possui uma acentuação específica que, para acertar, precisamos estar ligados. Isso só vai entrar em nossa cabeça, com o hábito da leitura. Mais uma vez a leitura. O erro às vezes vem, mas ele acabará se tornando algo raro com o tempo. Pode acreditar.

E, por fim, pesquise muito sobre o assunto que será abordado. Um bom estudo prévio evitará as informações desencontradas. É claro, você não precisa fazer um artigo acadêmico a cada texto para um blog. Contudo, caro leitor, mostrar que você sabe do que está falando passará credibilidade e irá conquistar um novo amigo virtual, mais conhecido como leitor!

Qual a importância de tantos aplicativos diferentes com a mesma função? Escolher apenas um? Ou usar todos?

As redes sociais evoluem de forma assustadoramente rápida. Às vezes, nem conseguimos nos adaptar a uma mudança e já vem outra. Isso aconteceu há pouco tempo com aplicativos como o Instagram, Snapchat, WhatsApp e Facebook. Mas fica uma dúvida: qual a importância de tantos aplicativos diferentes com a mesma função? Escolher apenas um? Ou usar todos?

Antes de responder a essas questões precisamos entender o que são as redes sociais e como elas influenciam nossa vida. Quando falamos de Facebook, WhatsApp, SnapChat e outras redes, estamos falando de interação com nossos amigos e até com desconhecidos.

As redes estão aí para facilitar o contato com aquele amigo que não vemos há tempos, ou até de um familiar que mora longe. Elas ainda são úteis na hora de criar a força tarefa para ajudar alguma região abalada por alguma tragédia natural, ou para combinar aquele protesto.

Vivemos na era da informação e, mais do que isso, da velocidade! As redes sociais se adaptam de forma cada vez mais veloz para oferecer aos usuários a possibilidade de expor sua vida em tempo real. Mas, caro leitor, essa necessidade de mostrar a todos o que você está fazendo, aqui e agora, não nos torna vulneráveis? Que tipo de informação pode ser publicada nas redes sem precisarmos ter medo dos perigos constantes que a sociedade oferece?

O Snapchat, Stories do Instagram ou Status do WhatsApp são ferramentas tecnicamente novas e muitas pessoas se perceberam confusas em relação a qual usar. Afinal de contas, todos têm a mesma finalidade de mostrar o que você faz no momento.

Mas, voltando à questão do primeiro parágrafo, cada rede tem uma finalidade específica. Definir se usaremos todas, ou apenas uma, depende da intenção.  O WhatsApp, por exemplo, é mais privado.  Na ferramenta Status você somente compartilha suas coisas com quem está na sua agenda! Já no Snapchat e Instagram existe a possibilidade de compartilhar seus momentos com qualquer pessoa que chegar até seu perfil. Assim, nascem aquelas personalidades com milhares de seguidores .

Ter tantos aplicativos com a mesma função pode parecer inútil, contudo isso acontece porque as empresas – me refiro às de redes sociais – estão se adaptando ao mercado atual. E você também deveria se adaptar, mas com cautela.

Se você tem uma empresa, o cuidado deve ser redobrado! Usar fotos ou palavras erradas pode render um problemão. Então, deixe isso nas mãos de um profissional capacitado. Entre em contato com a Nov3.

A história por trás da polêmica Comic Sans

É impossível não conhecer a Comic Sans. A fonte é, provavelmente, a mais conhecida (e odiada) do Windows. Contudo, não é todo mundo que sabe sobre sua história.

A fonte nasceu pois o designer Vincent Connare precisava criar algo mais adequado para os balões de um programa chamado Microsoft Bob, voltado ao público infantil. Ele queria uma opção mais simpática e então, em 1994, surgiu a Comic Sans.

Vincent usou os balões dos quadrinhos como inspiração. Mas, o que era para ser apenas uma fonte ‘fofinha’, acabou viralizando e tomou conta de todos os lugares.

Isso acabou não agradando muitos. Então, nesse momento nascia o movimento dos que Odeiam Comic Sans, movimento que existe até hoje.

Assista ao vídeo abaixa e veja a ilustração divertidíssima da história completa:

(Com informações de Tech Mundo e Idea Fixa)

Desvende todos os misteriosos jogos que o Google esconde

Shakespeare já dizia que “há mais coisas entre o céu e a terra do que pode imaginar nossa vã filosofia”. E no meio desse caminho surgiu o google. Ele é o melhor amigo dos curiosos, pois lá eles tudo podem encontrar; dos famintos, já que todas as receitas que precisarem podem ser facilmente acessadas; até dos doentes, que buscando um remédio alternativo no site, descobrem (sempre) que tem apenas mais alguns dias de vida.. e, finalmente, dos geeks, pois os caras escondem alguns jogos incríveis na barra de busca.

Se você pensa que só existe aquele joguinho do Google Chrome que, ’secretamente’, inicia quando a internet cai, está muito enganado. Nós não somos o ET Bilu, mas vamos te ajudar a ‘buscar conhecimento’. Se liga no que pode encontrar fazendo uma rápida busca pelo Google

1. Paciência:

Digite ‘solitaire’ para começar a jogar.

2. Jogo da Velha: 

Digite ‘tic tac’ para iniciar uma partida contra um robô ou um amigo.

3. 360º da tela: 

Digite ‘Do a Barrel Roll’ e sua página irá virar de ponta cabeça!

4. Packman: 

É só digitar o nome do jogo e poderá matar a saudade de um dos jogos mais famosos da história.

00

 Digite ‘Atari Breakout’ no Google Images e, magicamente, o jogo será iniciado.
E aí, qual você mais gostou? Deixe nos comentários. 😉

Tudo o que você precisa saber sobre o trabalho com jogos digitais

Quem nunca teve aquela ideia de um milhão de dólares sobre um jogo que seria sucesso na certa? Muitos! Porém, o que pouca gente sabe é que para fazes jogos são necessários alguns requisitos básicos, como ter profundo conhecimento em programação e design. Além disso, você ainda deve ter noções de física, matemática e lógica. Ufa, quanta coisa, hein!

Contudo, de acordo com uma matéria publicada no Tech Mundo, é muito mais fácil ingressar nesse mercado hoje, do que há alguns anos atrás. Atualmente o curso de Tecnologia em Jogos Digitais é oferecido por muitas instituições e a profissão aceita com mais facilidade. Isso deve-se ao fato de a tecnologia estar cada vez mais avançada e acessível.

Abaixo listamos tudo o que vai contar ponto a favor se você sonha em trabalhar com Jogos. Saca só:

Disciplina

Ter disciplina para começar um projeto e terminá-lo é importantíssimo. O desenvolvimento de todo o jogo leva muito tempo e não desistir no meio do caminho é o primeiro passo para terminar seu primeiro jogo!

Trabalho em equipe

Saber trabalhar em grupos também é fundamental para quem quer seguir essa profissão. Afinal, você não quer trabalhar por muito tempo, durante o dia e a noite no mesmo projeto, não é mesmo? Então, ter uma boa comunicação e relacionamento com os outros vai facilitar muito todo o processo.

Saber se expressar

Expressar-se bem conta ponto positivo se é essa a profissão que você quer seguir. De acordo com o canal ConTV, no Youtube, tudo bem se você não gosta de ficar conversando enquanto desenvolve um projeto importante. Mas, saber transmitir para quem trabalha no mesmo projeto que você o que está fazendo vai ajudar quando eles forem fazer a parte deles, quando for o momento.

Organização

Ter organização vai facilitar o processo. Você gosta de documentar o que faz? Se não, talvez seja o momento de repensar alguns conceitos! Criar um jogo é algo que demanda muito tempo e conseguir coordenar tudo isso apenas de memória é algo um pouco difícil.

Ser criativo

Por fim, mas não menos importante, a criatividade. Ela é que rege toda essa parada! Afinal de contas, inovar é fundamental para que você consiga se destacar.

Se animou? Veja o vídeo completo e inspire-se:

 

 

Precisamos ser como os peixes

É interessante pensar na forma como a natureza foi feita. Os detalhes funcionam perfeitamente, dentro de cada esfera a qual pertencem. Vamos pensar em um peixe. Em especial o killifish-de-mangue, que é capaz de viver fora d’água e sobreviver por meses! Essa capacidade de adaptação existe porque o pequenino, de aproximadamente 5 cm, consegue alterar suas brânquias para reter água e nutrientes. Assim, ele pode viver meses fora do habitat natural.

Se adaptar a um ambiente diferente, por conta de alguma dificuldade ou adversidade da vida, é algo natural do animal. Ele faz isso e se mantém vivo! Mas, saindo do mundo aquático e imergindo à realidade do homem, temos uma questão interessante: qual a sua capacidade de adaptação diante das dificuldades que o mercado oferece?

A realidade é como uma corrida na São Silvestre. Percebemos que aquele que está na multidão e não segue o fluxo é atropelado. Pensando assim, as empresas precisam ser o peixinho que se adapta para sobreviver fora d’água. Quem não se adapta morre afogado, ou é atropelado pelos outros.

A tendência atual é o marketing digital. Apostar em campanhas criativas, com uma pegada inovadora, é seguir o caminho da vitória. Para isso, sempre estar atento às novidades é fundamental. Nós, aqui da Nov3, fazemos isso a todo momento, para estarmos atualizados sobre tudo! O conhecimento sobre as mais diversas áreas fará com que seu produto, ou empresa, tenha aquele diferencial e se sobressaia sobre a concorrência.

Ter boas referências e inspirações fazem com que seu conhecimento fique rico e agrade os mais variados públicos. A boa notícia, caro leitor, é que toda essa informação, que nos fará ganhar conhecimento e inspiração, está à disposição de todos em um ambiente maravilhoso chamado Internet.

Mas não se engane! Fazer uma boa gestão de conteúdo digital é fundamental para conseguir o sucesso. Então, coloque isso nas mãos de profissionais capacitados.